Archive | Beira Interior Sul RSS feed for this section

Nógados

2 Maio

Receita:

Ingredientes:

  • 8 ovos
  • 1Kg de farinha( 1/5 de branca de neve, 1(5 de espiga)
  • 1 cálice de água ardente
  • Canela q.b.
  • Raspas de 1 limão
  • Azeite
  • 1/5 l de mel

Preparação:

Batem-se os ovos com a canela e com a água ardente, depois junta-se a farinha e é amassada a massa. Quando se está a amassar vai-se pondo azeite e raspas de limão para a massa não ir secando. Depois de amassada são feitas tiras compridas, deixam-se secar e depois são cortas com uma tesoura e são fritas em óleo. Para serem meladas, põe-se o mel ao lume num tacho grande e depois deita-se 300 gramas de açúcar trigueiro e vai-se mexendo para não se pegar até fazer ponto de rebuçado, deita-se os bocadinhos para dentro do tacho onde está o mel e o açúcar e vão-se fazendo carreiras com os nógados sempre quentes, depois deixam-se arrefecer e corta-se.

Pudim de Sêmola

2 Maio

Receita:

Ingredientes:

  •  100 g de pão-de-ló
  • 1 cálice de rum
  • 5 dl de leite gordo
  • 250 g de sêmola
  • 100 g de miolo de amêndoa, pelado
  • 2 ovos grandes
  • 3 c. (sopa) de doce de laranja
  • manteiga e pão ralado fino para a forma

Preparação:

     Regue o pão-de-ló com o rum e reserve. Ferva o leite, retire do lume e junte a sêmola, em chuva, sem parar de mexer. Deixe arrefecer um pouco e junte a amêndoa moída, os ovos batidos, o doce de laranja diluído em igual porção de água e o pão-de-ló. Deite a mistura numa forma de pudim barrada com manteiga e polvilhada com pão ralado. Coza no forno pré-aquecido a 180oC até o pudim ficar louro e firme. Desenforme depois de frio.

Dica: Se gostar, regue o pudim de pois de desenformado com açúcar caramelizado.

Papas de Carolo

25 Abr

Receita:

Ingredientes:

  • 3 chávenas de carolo (milho amarelo ou branco partido) ;
  • 1 litro de leite ;
  • 1 chávena de açúcar (aprox.) ;
  • sal ;
  • canela

Preparação:

Para lavar o carolo, este é colocado num alguidar com bastante água fria e agita-se de modo a trazer ao de cima o farelo. Retira-se o farelo e muda-se a água tantas vezes quantas as necessárias para que o carolo fique bem lavado. Quando o carolo estiver limpo de farelo, muda-se a pouco e pouco para outro alguidar com água, para o libertar das areias que se depositam no fundo, operação que se repete as vezes necessárias. Tem-se ao lume uma panela com água temperada com sal. A água deve ser pelo menos três vezes o volume do carolo (para cada chávena de carolo, quatro chávenas de água). Quando a água levantar fervura, introduz-se o carolo e deixa-se cozer, tendo o cuidado de o mexer de vez em quando no princípio e constantemente  assim que o preparado se torne mais espesso. Quando o milho estiver a meia cozedura, começa a juntar-se o leite a pouco e pouco, mexendo sempre. Por fim adiciona-se o açúcar, deixa-se cozer um pouco mais e serve-se em travessas ou pratos individuais enfeitados com canela.