Archive | Lezíria do Tejo RSS feed for this section

Bolo Podre

2 Maio

Receita:

Ingredientes:

  • 5 Ovos
  • 350 gr de açúcar amarelo
  • 1 Colher de (sopa) de mel
  • 1 Colher de (sopa) de azeite
  • 21/2 Dl de leite gordo
  • 1 Colher de (sopa) de banha
  • 1 Colher de (sopa) de manteiga
  • 1 Colher de (chá) de raspas da casca de limão
  • 1 Colher de (chá) de canela em pó
  • 300 gr de farinha de trigo com fermento
  • Manteiga e farinha para untar e polvilhar a forma
  • Açúcar em pó

Preparação:

Unte com manteiga uma forma redonda com chaminé ao meio e polvilhe-a com farinha. Acenda o forno antes de começar a bater o bolo. Bata os ovos com o açúcar peneirado, até obter uma gemada cremosa. Junte o azeite, o mel, o leite, a banha e a manteiga amolecidas em banho-maria, sem parar de bater a massa. Aromatize com raspas de limão e canela. Por fim, junte a farinha peneirada, misturando-a sem bater. Deite a massa na forma e leve ao forno a cozer.

     Passados 40 minutos, verifique se o bolo está cozido. Deixe arrefecer, desenforme e polvilhe com açúcar em pó.

Coscorões

2 Maio

História:

     Pensa-se que este doce seja de origem mourisca, tendo sido introduzido na Europa pelos cruzados. Por ser um doce com alguma resistência ao tempo, era expressamente feitos para longas viagens, principalmente na idade média. Este doce podia ser regado com  mel ou sal.

     Hoje em dia é um doce tipicamente natalício de muitas regiões do país de onde se destacam o Alentejo, Beira Baixa e Trás-os-montes.

     Podem ser quadrados, redondos ou triangulares mas fazem parte da nossa tradição e raramente faltam numa mesa de natal portuguesa.

Receita:

Ingredientes:

  • 30 gr Fermento de Padeiro
  • 1 dl Leite Morno (100 ml)
  • 500 gr Farinha de Trigo
  • 4 colheres de sopa de Aguardente
  • Raspa de 1 Laranja
  • 3 Ovos
  • Farinha;Óleo ou Azeite q.b.
  • Açúcar e Canela

Preparação:

Dissolva o fermento de padeiro no leite morno e junte-o à farinha. Amasse bem e adicione a aguardente, a raspa da laranja e os ovos. Amasse mais um pouco (se necessário vá adicionando mais farinha) de maneira que fique bem ligada. Deixe a massa levedar até obter o dobro do volume. De seguida, estenda a massa numa superfície polvilhada com farinha e corte os coscorões. Quanto mais fina ficar, mais estaladiços ficam os coscorões. O tamanho e forma dos coscorões depende do seu gosto. Frite-os em óleo ou azeite  bem quente e deixe-os escorrer em papel absorvente. Num prato, coloque açúcar e um pouquinho de canela a seu gosto. Passe os coscorões nesta mistura e coloque-os num prato de servir.

Pampilho

2 Maio

História:

     Este é um doce ribatejano muito popular, a sua forma e nome prestam homenagem aos campinos da região, que para conduzir o gado utilizam uma vara comprida a que chamam, exactamente, de pampilho.

Receita:

Ingredientes:

  • 250 gr de açúcar;
  • 250 de margarina;
  • 2 ovos inteiros;
  • 600 gr de farinha;
  • ovos moles (4 gemas, 4 c.sopa açúcar, 6 c. sopa de agua.vai tudo ao lume até engrossar);
  • canela.

Preparação:

Mistura-se o açúcar com a margarina amolecida e os ovos. Junta se a farinha e trabalha-se a massa energicamente. Estende se a massa com rolo enfarinhado, corta se em rectângulos e recheia se com ovos moles e polvilha se com canela. Enrolar os pampilhos, pincelam-se com gema de ovo e vai ao forno.